sábado, dezembro 05, 2009

Fucking Linux source code

@menelkir postou hoje no Twitter:

@IP_FIX @paulopow grep -iR fuck /usr/src/linux/* | wc -l


Já imaginei o que era. Executei o comando e o wc contou 36 "fuck"s no código inteiro. Dos 36, destaco abaixo os que achei mais engraçados:

arch/mips/kernel/irixelf.c: #if 0 /* XXX No fucking way dude... */
arch/mips/kernel/irixioctl.c: * irixioctl.c: A fucking mess...
Documentation/DocBook/kernel-locking.tmpl: If you don't see why, please stay the fuck away from my code.
drivers/net/sunhme.c: /* This card is _fucking_ hot... */
drivers/scsi/qlogicpti.h: /* Am I fucking pedantic or what? */
fs/binfmt_aout.c: /* Fuck me plenty... */
include/linux/netfilter/xt_limit.h: /* Ugly, ugly fucker. */
sound/oss/opl3.c: * What the fuck is going on here? We leave junk in the beginning

E o melhor de todos:

lib/vsprintf.c: * Wirzenius wrote this portably, Torvalds fucked it up :-)

Aliás, tem também uma coisa que não entendi, está no primeiro "fuck" da minha lista:

#if 0


O que o cara pretendia fazer com isso???

Ah, pra quem não conhece: meu Twitter.

4 comentários:

Cezar disse...

hehehehe legal. :)
O #if 0 é só um jeito de forçar o código a nem compilar. Seria a mesma coisa que um comentário com /* */ só que não tem os problemas de ter /* */ aninhados.
Abração sr. Just.

João Paulo Just disse...

Tô ligado, mas não teria formas melhores, tipo, já que não é pra compilar, tira o código dali!

Tecnologias sem Fio disse...

João Paulo,

talvez a idéia fosse não jogar fora um trecho do código, mas não deixar ele rodar.

Talvez ele tivesse idéias interessantes que fosse possível aproveitar no futuro.

Mas que é estranho, é mesmo.

Já devo ter dito antes, mas repito: seu blog está muito bom, bastante informativo.

Obrigado,
hilton

kevin21 disse...

Nike High Heels

Monster High Celebrities

Jordan Heels

Nike Dunk Sb High Heels Black And Pink

High Heel